Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

segunda-feira, dezembro 5

Do avô

Eu juro-vos, acho isto demais.
Eu juro-vos também que não sei como o meu coração e o da minha mãe, aguentam...

Ontem fui ver o meu avô. Deus...
Não o reconheci!

Eu deixei-o lá na Sexta!
Domingo já parecia outra pessoa.

Mal falava, não comeu quase nada ao jantar, estava sempre a revirar os olhos, tinha dificuldades em respirar... =(

Só vos digo, fartei-me de chorar.
Uma pessoa que mesmo com a idade, tinha uma cabeça sã, no Domingo pareceu perdido.
O olhar perdido, as palavras perdidas.

Não entendemos nada do que nos disse, apenas notícias velhas e empecilho... =(

Treme-se todo... ele nunca se tremeu =(

Juro-vos, isto é doloroso.
Mais uma vez estamos a passar por isto.

Ele não anda a tomar nenhum medicamento a não ser os dele e encontra-se assim.
Eu nem quero imaginar depois =(

Com o passar do tempo, ele lá mais tempo no hospital e sozinho. Valha-nos Deus, mas porquê?

Senti uma dor tão grande...

E que sentimento de raiva e tudo junto, eu sei lá!
Eles entram lá relativamente bem e saem, quando saem, piores! =(

A minha mãe com os nervos voltou a ter uma respiração descontrolada...
Não posso nem aguento perder mais ninguém ='(


Do fim-de-semana prolongadíssimo

1º peço desculpa por ter desaparecido no Sábado, mas com estas coisas com o meu avô, foi um stress...

Ora para quem não sabe, eu digo.
Estive em casa desde Quinta e só voltei hoje ao trabalho. Lá teve que ser, pois claro.

Quinta chegou e com ela o despertador a tocar às 8h30 para me arranjar, ser apanhada pelo namorado e irmos ter à casa que precisa de obras para uns senhores nos fazerem um orçamento.
Só sei que combinaram uma hora e aparecem a outra. Foi quase a manhã toda para isto. Entre o atraso, tirarem medidas e saberem o que queremos para a casa, foi mesmo muitas horinhas ali.

Saímos da casa e fomos em direcção ao shopping pois "não passa de hoje" que eu compro as prendas todas que me faltam para o Natal. E não passou mesmo.
Vim de lá super cansada com tanta voltinha, com a carteira bem mais vazia mas com todas as prendas compradas.
Só falta mesmo a do namorado, mas essa é por encomenda =P

Não fossem estas compras suficientes, ainda andámos pelos super a fazer compras para a casa.
Gastou-se imenso para não variar e parece que viemos de lá sem nada.

A Quinta foi mesmo cansativa pois foi apenas isto. Compras.
Fomos para casa montar a árvore de Natal, fazer o jantar e toca de vir embora de novo.

Acho-a sempre muito vazia, mas a verdade é que já sentia que não tinha espaço para colocar tanta bolinha =P

 Já com quase todas as prendas do namorado, uma minha e as prendas para os putos que ele decidiu comprar...

Sexta chegou e como vos contei, mesmo sem despertador acordei cedo para ir com o meu avô para o hospital.
Não tinha grandes planos para esse dia, apenas a certeza que tinha às 18h30 que estar no médico para uma consulta no dentista.
Claro que com a ida ao hospital perdi a manhã toda mas mesmo assim consegui fazer o pouco que tinha programado.
Ainda voltámos ao hospital para entregar coisas que ao meu avô iam fazer falta.

O namorado veio-me apanhar e fomos para casa fazer o jantar e ver séries, para ver se eu me distraía.
Não tive oficialmente um ataque de pânico, mas o não ter às vezes é pior pois fico estoirada e com a sensação que me falta dar aquela travadinha para então sim, conseguir descansar...

Sábado chegou e ainda bem que no feriado conseguimos tratar de tudo.
Foi só limpar a casa e aproveitar para descansar um bocado.
Filmes e séries, lareira para aquecer a alma que teima em gelar.




Não fui ver o meu avô pois como a mana veio a Lisboa, foi ela mais a mãe e eu guardei-me para Domingo.
O Sábado foi mesmo um descanso e já não tínhamos um dia assim à muito tempo. Mesmo com a limpeza da casa.

Domingo acordamos sem despertador, tomamos o pequeno-almoço e voltámos para o quentinho da cama para continuar a saga das séries.
Depois de almoço ainda vimos mais uns episódios e depois o namorado veio-me pôr a casa para eu ir ao hospital ver o meu avô.

Estes quatro dias, apesar de efectivamente ter descansado, sinto-me um farrapo autêntico.

Por aí, que se fez?


sexta-feira, dezembro 2

Ai mas que raiva meu Deus!

Porquê? Mas porquê?

Porque que é que a minha vida e a dos que me rodeiam não tem descanso?
Que mal fiz eu a sério????

Hoje, por um lado ainda bem que foi hoje pois estou em casa, mas logo hoje, logo este mês, logo agora que está aí a chegar o Natal, o meu avô caiu.

Caiu em casa dele. Supostamente levantou-se da cama, ia começar a arranjar-se e chão.
Eu estava na minha casa, na minha cama e ouvi um estrondo, mas pensei que fosse o vizinho de cima com algum móvel.

Do nada vem o meu irmão e chama a minha mãe para chamarmos uma ambulância.

Lá fomos com ele para o hospital.
Tem um osso fracturado, ainda não sabemos se na perna se na anca.

Vai ser operado para a semana e claro, vai ficar uns dias por lá.

O pior?
É que ele tem 85 anos, logo já partir um osso não é muito bom.
Depois, é diabético. Se um corte de papel demora meses para cicatrizar e muitas vezes nem fecha, eu nem quero pensar como vai ser curar um osso.

Pior ainda?
É que depois, sendo na perna ou na anca, não se vai poder mexer.



Conclusão?
Se ficar pelo hospital, não passa o Natal conosco.
Vir para casa, só mesmo com uma enfermeira.
Se for para um lar ou centro de dia, não passa o Natal conosco =(

Infelizmente e como todos trabalhamos e a minha mãe não tem como tratar do meu avô, até poder permanecer no hospital ou contrata-se alguém para lhe dar banho e mudar a fralda, ou tem que ir para um lar!
E a vida é uma puta!
Porque sempre disse que nunca meteria ninguém no lar e têm ido lá parar todos!

Isto não é justo. Isto é uma valente merda!

Toma, para abrires a pestana Cláudia, se achas que alguma vez a tua vida vai correr bem.
É isto que o meu destino me diz a mim própria.













P.S: Aos novos seguidores, sejam bem vindos.
Nem sempre consigo fazer todos rir ou andar feliz. Aliás, se lerem o blog mais para trás, vêm que a minha vida tem sinto assim uma maré de altos e baixos...
Mas sejam bem-vindos a este cantinho.

Bem vindo Dezembro

E falta pouquíssimo para o Natal e para se mudar de ano =)


Para este mês temos:

Umas idas a consultas dos dentistas;
Uma ida ao hospital por causa da minha tiroide chata mais uma ida à médica de família;
A minha menina vai levar a sua 2ª injecção;
Mais dois dias de férias;
Da casa que precisa de obras, irem lá fazer vários orçamentos para as obras;
Pelo menos um jantar de Natal com os padrinhos;
Um jantar "normal" para eles comerem a minha francesinha;
Montar a árvore de Natal;
O NATAL =D


quinta-feira, dezembro 1

Agora é que são elas

Como sabem andamos a ver casas.

Já perdemos duas que gostávamos mesmo e decidimos, no meio de tantas visitas, tentar avançar com alguma resposta com o banco.

Fomos ao banco do namorado que até à data nos parece o melhor, a minha mãe foi connosco e saímos de lá já com algumas coisas tratadas.
Alguns papéis da minha mãe entregues, alguns papéis do namorado entregues e eu com a certeza que isto não ia ser fácil.

Como não existe mais ninguém disponível, a ideia era os meus pais serem nossos fiadores.
Pela minha mãe, 5 estrelas.
Ela confia em mim, sabe que poupo imenso e que a ideia é ela nunca precisar de pagar nada (Deus queira que sim, é sempre uma incerteza claro).

Como ela é casada com comunhão de bens, eis o meu/nosso grande problema...
O meu pai.



Ele "obrigatoriamente" tem que ser fiador.
Ele "obrigatoriamente" tem que assinar os papéis.

Se bem se lembram, nós não falamos, ele disse que não sou filha dele e blá blá blá.
Duvido mesmo muito que ele, quando chegar a altura, assine os papéis.

O pior??
É que a minha mãe quer mesmo ajudar-nos e o pior é que anda a fazer as coisas semi às escondidas dele.
Dá-me alguns documentos sem ele saber, quando ele sabe manda bocas e por aí.

Já a avisei, não gosto disto assim e muito menos que me façam andar a perder tempo a ver casas, a perder tempo a ir ao banco para chegar à altura, aprovarem o crédito habitação e eu ficar feliz e depois o meu pai não assinar papéis nenhuns...

Nada bonito senhores, nada bonito...


quarta-feira, novembro 30

Balanços positivos

E cá estamos nós para mais uma revisão nas coisas que se passaram este mês.

Se antes achava que até não se passava nada, agora acho que se passa é de mais =P


Fizemos várias visitas a casas;
Comprámos na promoção dos 50% de desconto em brinquedos, prendas de Natal para os putos;
Fomos almoçar a casa do irmão do namorado;
Fomos ver o jogo do Benfica a casa dos padrinhos =)
Avançámos com papéis no banco para ver se o crédito habitação tem pernas para andar e se os meus pais podem ser fiadores;
Tive mais dois dias de férias;
Começámos a ver as lojas de materiais de construção para as obras que queremos fazer numa casa que vimos;
Corri pela 1ª vez na rua 5km sem parar e corria mais =D
Comecei a fazer o meu tratamento para o quisto na boca;
Fiz a minha primeira prova em equipa e corri 3,2km em 20min e ganhei 9 pontos para a equipa =)
A última casa que vimos e a ver se é desta que ficamos com ela, é a tal que precisa de obras e ficámos interessados pois claro =)
Fiz unhas de gel verdes pois não estou preparada para cores escuras.


O "mau" foi
A minha menina foi diagnosticada com um tumor maligno;
Ela também começou a levar as injecções que fazem parte do tratamento dela;
Eu ter andado em médicos e análises mas faz parte... rotinas =)


terça-feira, novembro 29

Saídas à Cláudia #4

Ora que mais uma vez tive uma saída deliciosa no ginásio.

Por tantos motivos e mais alguns, o ginásio é um local com muita carne fumada à vista.
Eles transpiram que nem uns animais, é músculos por todo o lado a serem trabalhados e eu sei lá, a minha cabeça entra em loop =P

Na minha última pérola estava eu a andar de bicicleta e claro está, um olho no burro, outro no cigano.
Anda lá um PT no ginásio que é assim qualquer coisa de uma pessoa ter pensamentos muito pecaminosos.

Vai que pus-me a pensar, que eu nem quero ter filhos mas até dá vontade de lhe perguntar se não me quer fazer um =P

Agarro no telemóvel e mando mensagem à minha irmã, companheira fiel nestes meus pensamentos:

"Pá anda aqui um PT no ginásio que tem tudo. Que cara, que rabo, que pernas, que braços... TUDO!
Só sei que com aquilo tudo que já imaginei, já estou grávida de um filho dele" =P



E mais uma vez é isto =P

Claro que estou na brincadeira, mas realmente ele é um mau bocado.
O namorado que nem sonhe =P


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...