Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

terça-feira, janeiro 5

Não não é!

Ora eu volto a tocar neste assunto pois todos os anos se toca neste assunto e a mim faz mesmo muita confusão.

Já passou a época mas vim muito a tempo, até porque isto está cheio de posts =P


O Natal é para as crianças.

NÃO, NÃO É!

O Natal é para todos.

Se as crianças é que acabam por "gozar" mais aquele espírito natalício do Pai Natal, isso é um facto e concordo plenamente, pois ninguém adulto, ou mesmo já com 14/15 acredita em tal pessoa.

Mas continuarem a vir com aquela conversa que só as crianças é que recebem prendas ou só elas têm direito a prendas, não concordo mesmo nada. Nadinha!

Se eu nunca tiver filhos, o meu Natal passa, pela lógica de todos, a deixar de existir? Ou aliás, ele existe, mas não tenho direito a oferecer nada a ninguém?

Isto é a coisa mais descabida que já ouvi falar.



É que toda a gente critica o consumismo e a quadra não é de consumo mas de família e união, mas quando é para dar as prendas às crianças, já não há problema.


Ora volto a dizer e principalmente porque tenho vários exemplos disso mesmo, o Natal é mesmo para todos e TODOS sem excepção merecem uma prenda.

Cá em casa não há crianças e todos recebem pelo menos duas prendas. TODOS!

De facto a vida não anda fácil, nem sempre há dinheiro disponível, mas se vos disser, que eu em Outubro já tinha quase todas as prendas de Natal, até me chamam de maluca.

Quando se quer, consegue-se efectivamente dar algo.
Não é preciso ser meias nem chocolates.

Eu ofereci roupa ao meu irmão e nem 15€ custou tudo.
Eu ofereci vinho ao avô e nem passou dos 10€.

E lá está, dou sempre duas prendas.
Há que saber é aproveitar ou as promoções, os saldos ou ir comprando conforme se possa.

Sim, não tenho filhos e vivo com os pais, mas mesmo assim tenho despesas. E muitas infelizmente.
Por isso, nada de virem com essa conversa.

Mas até digo mais, muita gente que diz não ter dinheiro e 10€ por pessoa é muito dinheiro para prendas, mas vejo a gastarem aos 200€ ou mais para encherem as crianças de prendas e bonecada.

Será que também estão a ser correctos?
Andamos de facto a criar pequenos ditadores.

Mais digo, se me meter numa casa este ano tenho intenções mesmo assim de oferecer coisas às pessoas.

Não é preciso gastar 200€, com 100€ ou menos já consigo me orientar.

Bem... Esta conversa toda para repetir o Natal não é só para as crianças.

Já dei o exemplo cá de casa e dou mais um.
O namorado.

Mais uma vez nada recebeu da família.
E ele também vem com a conversa do Natal ser só para as crianças.

Mas chegados a "casa dele", abriu as prendas dele e ficou "triste" pois a árvore este ano estava mais vazia.
Não se tinha comprado nada.

Afinal em que ficamos?

Posto isto, digo que fui a única pessoa que lhe deu coisinhas e na árvore eram literalmente coisinhas, tipo um desodorizante, cápsulas para a máquina de café, entre outras coisas....
Mas a prenda grande, já a experimentou na passagem de ano.

Não a comprei antes do Natal porque sabia que ia baixar o preço com os saldos e pronto, já a tem.

Acho que com um pouco de vontade se consegue fazer as coisas.
Com 10€ por pessoa, e não digo para irem a correr oferecer aos 50 tios prendas assim, consegue-se fazer um brilharete.

Uma amiga minha levou 4 prendas, duas do ano passado que já as tinhas e duas deste ano. Por fazer anos e ser o Natal.
Digo-vos que não gastei mais de 15€ com cada duas e ela adorou.


4 comentários:

Inês Direito disse...

Não poderia estar mais de acordo contigo! Havendo vontade tudo se faz! O que importa realmente é a intenção e não o valor monetário! É o carinho , a preocupação, a lembrança!
beijinhos
http://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

estrela disse...

Concordo contigo claudia e eu faço isso também por norma compro nos saldos
este ano portei-me pior porque fui deixando para o fim mas mesmo assim comprei
34 prendas!

ádescávir disse...

Concordo. Quem dá essa desculpa é porque não tem o mínimo interesse em dar-se ao trabalho. Vejo pelos meus cunhados (os irmãos dele) têm sempre essa conversa do "é para as crianças". Mesmo ele não dá nada aos irmãos, só aos sobrinhos e à mãe. Que parvoíce. Então na minha casa ninguém dava nada a ninguém, não há crianças! Eu por exemplo compro pequenas coisinhas para a minha mãe. Este ano comprei dois colares por 10€ numa promoção em Agosto por exemplo. E agora naquele dia que fomos para o Colombo encontrei um macacão de Verão por..... 3€!!! E ela adorou! Para o meu pai nunca dou nada porque ele não gosta de nada (mesmo, nunca gosta de nada do que lhe dão) e portanto já não me dou ao trabalho.

Eu amei as prendas que me deste <3

Maria Sem Limites disse...

Também acho que o natal não é apenas para as crianças, mas sim para todos tal como disseste. Embora as prendas não sejam o essencial eu gosto sempre de oferecer um lembrança também a alguns adultos, infelizmente não pode ser a todos que gostaria. Beijinhos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...