Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

sexta-feira, junho 8

Das mentes quadradas! (Que nerbios!)

Eu já falei à muito, muito tempo atrás (até parece..só agora fez um ano =P Oh pa mim a inchar =P ) que o pessoal cá de casa tem mesmo uma mentalidade que até mete dó....

E eu como ovelha negra, a má da fita, super moderninha e o suprasumo da inteligência (eles para me criticarem pelas ideias diferentes, dizem que eu é que sei sempre tudo) , embirro e defendo o meu ponto de vista até ao fim mas, para variar, sou a única que o defende....

Mas se não, vejamos:

Comecemos pelo meu pai:
Ele trabalha e está as 8horas em pé... Vem para casa e o que faz? NADA! RIEN! NIENTE!
Tudo bem que está cansado, são 8 horas a andar de um lado para o outro mas valha-me deus, a situação é gravíssima!
Senta-se no sofá e não se levanta mais.... É vê-lo a chamar a minha mãe para lhe dar um copo de àgua, uma bolacha, o comando que é só esticar o braço, o telemóvel que está a tocar mesmo ali ao lado.... É ver a campainha a tocar e ele nunca se levantar para abrir a porta quer tenhamos chaves quer não, é vê-lo o dia todo a comer e a sujar as merdas todas e a não limpar nada e melhor fazer de propósito para ver se suja mais, é vê-lo o dia todo ou meio dia, quando vem do trabalho, sentado no sofá ou deitado, a ver tv e a virar-se de um lado para o outro... Sim que ser calão também dá dores no corpo! Haaa e o fáxabôr??? Não há! Nem um!

A minha mãe? Tem a mesma mente quadrada pois se não a tivesse, nada disto acontecia!
Tem uma mente tão quadrada que valham-me os santinhos!
Não quer que se faça a depilçao, não quer namorados, não quer saídas, não quer nada... Claro que eu faço isto tudo e prefiro nem dormir em casa quando saio e muitas vezes minto! Arre, já tenho 24 anos, até quando vai continuar esta situação?

Os meus avós.... Bem a educação da minha mãe partiu deles, logo conseguem ser iguais ou piores que ela! O meu avô não faz absolutamente nada em casa! Mas é nada mesmo! Está sentado o dia todo.... E chegou ao cumulo de dizer que não admitia uma mulher que não lhe calçasse as meias! Aiiii! Estão a ver a minha pessoa a ficar calada perante tal afirmação? pois! =P

A minha avó é criada dele e tem as mesmas ideias que a minha mãe ajudando mais ainda porque diz que as mulheres (ora eu e a minha irmã) temos que ficar em casa a arrumar e limpar tudo em vez de irmos sair.... Somos umas calonas portanto..... (mentira)
Agora também chegaram ao cumulo de cortarem a carne aos respectivos... A sério, qualquer dia mastiguem-na também para não terem trabalho a mexer a boquinha!
O meu avô também tem a mania que ter 24 anos ou qualquer idade não é sinal de porra nenhuma e portanto ninguém sabe nada! Mas não é defeito, é feitio!

O meu irmão... Bem é igual ao meu pai mas esse nunca está em casa e quando está, para a família nunca está disponivel... É só para os amigos.... Também não faz nada pois a mãe e a avó amparam-lhe as quedas e sejamos sinceros, se é homem cá em casa, está safo!
Mas ele comigo já viu que sou muito torta e portanto, quando eu digo que não faço, não faço mesmo e lá vai ele.... Ou quando estamos só nós dois, ele faz as coisas pois eu faço-me de parva... Muitoooo parva!


Como vêm, tenho muitas, muitas razões para querer fugir de casa! lol
Mas com calma vou aguentando, afinal de contas é a família que tenho e apesar de tudo, sempre que podem ajudam-me! Mas não haveria tantas discuções, a vida seria mais suportável e saudável para todos se nada disto acima acontecesse....


Só peço a deus, aliás eu sou fresca e o namorado já viu como é, que o namorado quando nos juntarmos faça mesmo as coisas... Se não gosta de passar a ferro, limpa o pó, cozinha, qualquer coisa... Mas tem mesmo que ajudar! É que se ele não fizer, eu não vou fazer mesmo... Principalmente porque não sou criada de ninguém... E já levo esta bagagem toda de trás....
Mas lá está, ele já me conhece e sabe mesmo que sou fresca e sou bem capaz de o deixar na mão com a roupita e afins...

É que ele em casa da mãezinha não faz nada....

Contêm-me lá casadinhas ou ajuntadinhas como foi com vocês em relação aos vossos respectivos?
Como fizeram eles mudar?
E alguém por aí que tenha que aturar/já aturou este tipo de mentalidades?


Atentamente,

O vosso suprasumo =P








P.S: Então não é que aqui a parva ainda se farta de rir mesmo assim? E anda sempre (ou quase sempre) com um sorriso na cara? E anda sempre a ver se faz rir aqui os velhotes?
Quem é um máximo quem é? =P

13 comentários:

Ariana disse...

Mudar hábitos não é fácil. Mudar mentalidades então, ainda mais difícil. Mudar hábitos e mentalidades DOS OUTROS... é praticamente impossível...
Se eles hão-de mudar alguma coisa, pela minha experiência, não acontece por lhes ser pedido ou exigido... Temos de os motivar. O querer mudar tem de ser deles. O motivo, esse já podemos ser nós. Mas leva tempo. E é gradual. E tem retrocessos. Mas vistas bem as coisas, todos temos coisas que outros gostariam de mudar...
Com o maridão, foi uma questão de comunicar muito e negociar algumas coisas...
Mas cada um é como é... Não penso que exista uma fórmula mágica...

PINTA ROXA disse...

Pois é minha querida, não é a umica familia a ser assim a tua.
O meu pai é igual ao teu, com uma agravante, são os dois doentes, reformados, passam o dia em casa, mas quem é que faz tudo?? a mãe claro, quem é que está sentado á mesa e diz? então o guardanpo, então o garfo, então, então então...dá-me cá uns nervos..
Pois isso só lá vou ao final de semana e chega para discutirmos sempre... quando era miuda remédio tinha senão ficar calada, mas depois nem comigo nem com as miudas e nem com a minha mãe eu lhe dou asas para gritar, e se ele grita eu grito mais alto.
Quer respeito dos outros, dê-se primeiro ele ao respeito...
pronto já falei demais, e isto tudo só para saberes que não estás sozinha..lol.
Beijocas

IsaS disse...

Olá, imagino que não deve ser fácil a convivencia diária com essa situação. Em relaçao ao namorado o que posso dizer por experiencia, é que tem de ajudar desde inicio de vida em comum senão nunca mais! No início é só love e até se vai perdoando um par de meias no chao, mas com o tempo esse par de meias dá cá uma "comichão"!!!

ádescávir disse...

Bem... isso é que é viver em 1748! :P

O teu pai, tens que lhe dar o desconto, virar o corpo (quer seja gordo ou magro) no sofá é uma coisa que dá muito trabalho. Aliás, na minha opinião ele devia era dizer à tua mãe para o ir virar. Deve ser burro, pois ainda não se lembrou disso.
E a tua mãe é calinas, porque se ele não se lembrou, ela já devia ter iniciativa! Que raio ode esposa! O teu avô tem toda a razão, és uma mandriona, tens 24 anos e não ajudas o teu pai a virar-se no sofá???? Havias de ser minha filha! E acho muito bem que a tua avó descalce as meias ao avô. Ao fim e ao cabo, se algum dia ela for convidada para uma prova de queijos, ninguém a vencerá. Não esquecendo que cortar a carne é importante, porque uma pessoa cortar a própria carne... até parece que a dita perde sabor. Acho que te deviam começar a cortar também a chicha, ias ver como é bom! O teu irmão é bom moço de certeza. Se só liga aos amigos é porque de certeza eles têm coisas de escola/trabalho para resolver. Tu sê boa moça e não interrompas!!!

Ai rapariga, agora fora de brincadeiras, porque o assunto é sério, viver assim deve mesmo ser complicado. A minha não é assim mas há uns anos quando fui trabalhar no Verão (aos 16) a minha avó disse que eu devia era estar quieta em casa que trabalhar não era para miúdas. Ora a mim que me sobe a mostarda muito rápido com estas... atrasadisses/atrasadices mentais, respondi logo que não tinha era que andar a pedir dinheiro aos meus pais para ir beber copos para a discoteca. Apesar dos meus avós me darem uma mesada, não chega, não é uma fortuna. Bem dito, bem feito, nunca mais me disseram nada sobre trabalhar.
Aqui não estamos bem "ajuntos" :P mas ele ajuda-me muito, sempre que lhe peço e às vezes (vá, muito raramente) sem que eu lhe peça. E em casa não ajuda a mãe em nada, o que me faz confusão, porque se me ajuda a mim, porque é que não ajuda em casa? Enfim, acho que quando te juntares ele te vai ajudar. Quanto mais não seja porque lhe podes sempre prometer porrada :P

(Eish desculpa lá o looooooongo testamento, mas ao menos espero que tenhas sorrido com as minhas parvoíces =P)

Beijinhos!

P.S - A grlatina sim, é feita com a cartilagem dos ossos mas é animal e não humana :P

Sini disse...

Estou estupefacta! Já tinha dado em tolinha se fosse eu! Detesto machismos, aliás, sou muito feminista e já me tinha passado! O meu marido não me ajuda nadinha. Faz igual a mim! É que ajudar implica fazer menos e eu não estou para aturar essas merdas. Não nasci para ser empregada de ninguém, era o que me faltava. Mais vale só do que mal acompanhada! O meu marido teve 7 anos de "educação" intensa pois também tinha sido criado com mordomias... eu já lhe disse muitas vezinhas, o corpo do homem é mais forte e robusto do que o da mulher para trabalhar 8 horas diárias e vir para casa dar o corpo ao manifesto!! eheheh!

ádescávir disse...

Ainda bem =) às vezes temos que nos rir com as coisas más da vida, para termos força para as enfrentar-mos ou para as aguentarmos =P

Ai não, festivais e gentes e pior, tendas! Não é mesmo comigo :P

Dia - a - Dia disse...

Selinho no meu blog

Bjins*

Pretty in Pink disse...

Sabes o que é que eu te digo com toda a sinceridade? GRAÇAS A DEUS QUE ÉS DIFERENTE!! =P A sério familia é familia mas eu acho que também não aguentava isso em casa todos os dias =S


Beijinho*

Pérola disse...

Querida claúdia,
familias como a tua estão em vias de extinção. Não os consegues mudar. Como já tens 24 anos ésmaior e vacinada e podes escolher a tua vida.
Um aviso importante: Não se muda ninguém (olha que tenho os mesmos anos de casada que tu de vida-casei em 1988, mas é segredo,não divulgues).
Assim, o melhor +e arranjares um namorado que já saiba fazer alguma coisa em casa ou manifeste interesse em fazer. se for do tipo deixa andar, se fizeres, não preciso de fazer. Minha querida, troca de namorado. pode custar muito, mas um divórcio ou uma vida inteira de discussões não é vida.
Nunca me passou pela cabeça juntar-me antes de casar, haveriam mortes do coração na familia por serem parecidos com a tua. Mas, olha que nãoé má ideia, viver junto primeiro para ver como corre e depois casar (nem acredito que estou a aconselhar isto), mas só o digo porque gosto de ti como uma filha. Dir-lhe-is o mesmo (por acaso tenho uma filhota de 20 anos e farto-me de lhe dar conselhos para namorar e 'empurro-a',mas ela é muito certinha).
Disto tudo o mais importante: não se muda ninguém, nunca o tentes, não vais conseguir ou o efeito não será o que esperares.
Tens de aceitar e amar as pessoas como são, se quiseres que te amam e aceitem como tu és.
Um beijo e dispõe, sempre.

Marisa Reis disse...

Conheço um pouco dessa realidade no que diz respeito a namorados, saídas etc, mas no resto não, porque a minha mãe sempre teve pulso firme, e se o meu pai não fazia uma coisa fazia outra e é com orgulho que digo que ele tem 61 anos e "não lhe caem os parentes na lama" se tiver que lavar a loiça, apanhar roupa ou fazer o jantar, e em minha casa o mesmo acontece, o marido só não sabe passar a ferro porque de resto se quiser ajuda em tudo

Xs disse...

Bem, mulher!
É óbvio que tu tens toda a razão!
Isso já não existe (ou não deveria existir!) nos tempos que correm!
Em casa dos mais pais todos ajudam em tudo!
A minha mão coitada já se farta de trabalhar fora de casa, quanto mais ainda ter que fazer a lida da casa sozinha! Felizmente pode ter empregada que já é uma grande ajuda, e o meu pai também ajuda na cozinha.
Quanto a mim, sempre disse que homem que estivesse comigo teria que ajudar! Hoje em dia tem que ser assim. A mulher tem uma vida profissional igual (e por vezes suprior) à do homem, como tal tem os mesmo direitos. E todos têm que ajudar!
Sempre pedi a todos os Santinhos que me abençoassem nesse aspecto, e de facto posso dizer que fui atendida!
A única coisa que o XL não faz, é passar a ferro, mas de resto faz TUDO. E não preciso de dizer absolutamente nada!
E há fases, em que eu chego muito tarde a casa, e ele já fez tudo: limpou a casa toda de uma ponta à outra, preparou o jantar, levou a roupa à engomadoria, etc!
Em dias normais, sou eu que cozinho sempre.
Mas no geral, as tarefas são divididas!
E só assim faz sentido!
Não podia ser de outra maneira!
:)

Espero que consigas libertar-te rapidamente...

An@ disse...

Realmente rapariga, não sei como aguentas!!!!
Eu já me stress quando vou a casa dos meus sogros, o meu sogro também pede tudo à mulher e ela também deixa que ele faça gato sapato dela... acho que tem a ver com a educação do tempo deles e por mais que ela nos dê razão (às noras) já não consegue mudar a maneira de viver a vida dela! E para veres, o meu marido faz imenso em casa desde sempre, já o meu cunhado é um mandrião e outras coisas piores... mas são filhos da mesma mãe e têm a mesma educação! LOL

Ana disse...

Olá Cláudia, pensei que famílias como a tua já não existissem. Tens de ter muita força para lidar com eles. O meu pai nunca mexeu uma palha em casa, era um homem trabalhador, no seu emprego, mas em casa era tal e qual o teu pai. Tenho uma ideia de como é esse ambiente, embora, a minha mãe agisse como a tua, pensava de forma diferente.
Eu, antes de casar, pus "os pontos no is" e, resultou. Lembro-me de um dia chegar a casa dos meus sogros e, o meu marido (na altura, namorado), estava a sair do banho e a minha sogra, chama a filha e diz-lhe para ir limpar o wc, pq o Miguel já saiu do banho. Eu perguntei logo, mas a tua irmã é tua criada? Ele ficou embasbacado. Na verdade, ele ajuda-me imenso, mas não faz metade do que eu faço, se formos a ver, nunca passou a ferro, limpou o pó, casas de banho ou sala, apenas aspira e lava o chão, faz as camas, cozinha e dá um jeito na cozinha, não sabe arrumar e limpá-la na totalidade e, cozinha muito bem, está cada vez mais especialista, também faz o pão e os iogurtes quando é preciso e com os filhos faz tudo. Os carro, tb sobram para mim. Ah, tem vergonha de estender a roupa :D
Espero que tenhas a sorte de sair daí para melhor, mas conversa com o teu namorado e diz-lhe mesmo se for para ser criada dele que não vai resultar, ou seja se dividirem as tarefas sobra mais tempo para ambos. Muitas mulheres que conheço, por vergonha de não terem a casa limpa ou por acharem que têm mais obrigações que o marido, fartam-se de trabalhar e esquecem-se de cuidar delas e chegam ao fim do dia cansadas e depois népias. Os maridos chegam a casa e não fazem nada e até têm tempo para ir ao café e não têm tempo para os filhos, depois ainda querem que a mulher esteja disponível para e com a mesma vontade para ter relações. Muitas vezes dizem que elas se vingam e não fazem. Pois isso não me parece vingança, e eu, nunca o fiz porque não foi preciso, mas acredito que se fosse, depois de um dia de trabalho, criada, mãe e ama, não teria tempo para ser mulher e esposa.
Diz ao teu namorado que, antigamente era assim, pois o emprego da maioria das mulheres, das nossas avós (sou mais velha que tu 10 anos), era doméstica, e iam buscar os filhos à escola às 15h30, dava tempo para tudo. Actualmente, a mulher trabalha e, tal como o homem, quando chega a casa, também quer descansar. Além disso, as crianças passam em média mais 5-6 horas na escola do que antigamente e vêm super stressadas para casa e só querem atenção, à hora que chegam, hora do jantar. Actualmente, não é fácil conciliar tudo, exigem demais à mulher.

Desculpa o testamento.
Beijinhos e boa sorte que bem mereces :)

Ah, continua a pensar assim, estás no bom caminho, quem quer criados, que lhes pague!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...