Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

terça-feira, outubro 11

Fugir da armadilha da perfeição

Mudando um pouco de assunto e como sei que muitas de vós são mães, donas de casa e trabalhadoras, aqui fica um ponto de vista interessante:


A armadilha da perfeição pode ser uma obra da mulher: há que ser a melhor no trabalho, a mãe perfeita e uma amante sensacional... e continuar a ter um aspecto magnífico. Os estudos afirmam que, entre as mulheres trabalhadoras, o medo de não ser perfeita ocupa a terceira posição na lista de aspectos que produzem stress.

Neste caso, só há uma solução: faça um inventário! Verifique se não colocou a fasquia demasiado alta. Por acaso seria despedida se cometesse um único erro? Por acaso o seu namorado/marido deixava-a só porque não arranjou as unhas? E o seu filho iria ser menos feliz se, um dia, comprasse comida feita, em vez de a preparar você?

Abaixo com as exigências e as expectativas demasiado altas! Faça uma lista em que apareçam os cenários mais pessimistas. Escreva as consequências reais que tiveram os seus actos no passado.

Vai perceber que, quanto mais longa for a lista, mais claro será que o pior aconteceu em muito poucos casos.

Façam o favor de serem felizes! =)

3 comentários:

Ro Archela disse...

Você tem toda razão! É por isso que sempre digo...faça somente o necessário rsrsr

PINTA ROXA disse...

Ahhh eu ás vezes até me "brrrr" comigo mesma por querer fazer tudo direitinho, já chega ser mãe e pai, trabalhadora, dona de casa, mulher a dias,enfermeira, etc etc etc.
Reclamo mas acho que é mesmo assim umas têm preocupação a mais, outras a menos. eu lá vou equilibrando a minha "fasquia".
Beijokas da Pinta

Dri Viaro disse...

Concordo plenamente. Muitas vezes eu faço tudo igual a uma doida, tento ser perfeita, mas qdo vejo q tá acabando comigo, retorno e volto a ser uma pessoa normal, q nao se descuida, mas tb não se mata

beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...