Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

quinta-feira, setembro 3

É mais fácil, eu sei que sim...

Eu na Terça fui ao médico.

Análises de rotina, exames de rotina e ecografias de rotina.
Tudo de rotina.

Mas claro, tinha que falar do problema que neste momento me anda a chatear mais.
O facto de passar a vida nervosa.
Até só para ir à médica, coisa simples, sem dor, sem stress, eu estava toda alterada.

E estou farta de estar assim. Porque é cansativo.
Porque já chego ao ponto de tentar controlar-me e não conseguir, saber que estou nervosa e não haver um motivo.
Simplesmente estou. E as pessoas quase que me obrigam a ter um motivo, mas não o tenho.



Ela não passou metade dos exames que eu efectivamente queria fazer, mas disse que poderia ser da tiróide e lá vou eu fazer a dita ecografia.

Claro, para eu ver se me acalmo mesmo, passou-me calmantes.
Inicialmente, ah boa, calmantes. Mas depois fiquei com medo. Será que são anti-depressivos?
Fui à farmácia e disseram que não. São mesmo calmantes e não deverá haver necessidade de desmame.

E disse-me mais o farmacêutico. A depressão existe menina. Os calmantes é para ver se não chega nem lá perto.
Não sinto que eu esteja com depressão, mas os calmantes realmente é o caminho mais fácil.
Vou tomá-los, a caixa toda.

Mas vou também fazer os exames. Se for algo que se acuse nos exames, alguma coisa terá que ser feita, caso contrário, realmente já não sei mais o que fazer... =S

Não posso eternamente andar a tomar calmantes.

Isto anda tudo descontrolado, é o que é....


2 comentários:

Caminhante disse...

Olá Cláudia, revi-me nas tuas palavras. Andava assim há uns anos. Sempre nervosa e pior, como reprimia o que sentia o meu corpo manifestava-se com sintomas muito desconfortáveis: tonturas, vómitos, etc, etc. Após vários exames e médicos, resolvi aceitar que apenas sou uma pessoa muito ansiosa. Comecei por procurar uma psicóloga, que me disse que não sofro de ansiedade (lol) e ter as sessões com ela ajudou-me bastante. Entretanto ela aconselhou-me a toma de Valeriana (a que se compra na farmácia e não o Valdispert) e lá tomava de vez em quando. Com o tempo aprendi a identificar os sintomas e fui aprendendo a viver com isso. Não é fácil e é algo que só quem passa por isso percebe. Por isso, se o teu caso forem apenas nervos e ansiedade ou crises ansiosas, podes contar comigo para falar. Sei muito bem o que isso é, acredita. Podes contar comigo pois já estou um pouco calejada. E muitas vezes sabe muito bem apenas falar com alguém que nos percebe, falar sem parecermos umas tontinhas aos olhos dos outros :) Beijinhos

Marisa Reis disse...

Eu também tenho crises dessas, ainda hoje fui ao IPO a uma consulta de rotina para me marcarem um exame também de rotina e o resultado é que nem dormi bem de noite e era só uma consulta. Mas estou bem melhor do que há 9 meses, ter mudado de emprego ajudou imenso a acalmar... o meu marido diz que voltou a ter a mulher com quem casou, que já canto, rio, ouço música, mas ainda não estou a 100%. Pode ser que estejas assim por todas as coisas que te envolvem... as chatices com o teu pai, o stress do emprego, os planos com o namorado, a saúde da tua mãe... tudo isso influência o cérebro. Bjs e tem calma... ainda és muito nova, ignora e anda para a frente :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...