Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

quinta-feira, abril 6

Mãe

Infelizmente e sem eu nunca perceber porquê, nem sempre a relação com a minha mãe foi fácil.
Ouvia sempre as amigas a dizerem maravilhas das mães delas e eu sempre a achar a nossa relação complicada.

Ela para mim é tudo, mas a nossa relação era mesmo difícil.
Ainda hoje temos as nossas "guerrinhas", mas ando aos poucos a deixar-me disso.
Claro que o facto de ela ser tudo, não quer dizer nem de perto, nem de longe, que concorde com tudo o que ela diz ou faz.

Mas só sei que sempre desejei ter uma boa relação com a minha mãe.
E parece que finalmente a tenho.



Ela nunca foi o que muitas mães chamam "a minha melhor amiga".
Leio e oiço muitas mães a dizerem que são as melhores amigas das filhas.
Sinceramente, nunca quis isso, porque o papel dela não é ser a minha melhor amiga, é ser mesmo minha mãe. Principalmente quando se é muito novo, penso que esse papel não pode ser misturado.

Mas com a idade que tenho, neste momento isso já não tem mal.

Eu mudei, ela mudou e muito e, como disse, neste momento tenho a relação que sempre desejei.
Conto-lhe praticamente tudo.
Ela participa activamente na minha vida e confio nela de olhos fechados.
Apesar da minha idade, sempre que tenho dúvidas, medos, inseguranças, as palavras dela são sempre bem vindas e muito desejadas.

Já não temos tantas "guerras", ela tornou-se tão mas tão importante ou aliás, ela sempre foi imensamente importante, mas agora parece que sinto isso de outra maneira.

Não vejo, de todo, a minha vida sem ela.


Não sei de facto o que fez com que tudo mudasse, só sei que estou mais que imensamente agradecida.
Porque fui a tempo. Para tudo. Para lhe mostrar o importante que ela é, para lhe mostrar que ela tem valor, para lhe mostrar que a amo, para lhes mostrar que a opinião dela vale milhões...

Espero continuar durante muitos anos a mimá-la e a tratar dela como a rainha que ela é 💖


7 comentários:

Maria do Mundo disse...

Devo dizer-te que a minha relação com a minha mãe não foi pacífica até eu ser mãe e ver nela uma faceta que nunca tinha visto até então. A da ternura, da paciência com as minhas filhas. Penso que as minhas filhas vão sentir o mesmo em relação a mim. A minha mãe nunca foi permissiva nem de muitos abraços e beijos. Isso fazia-me falta. Mas hoje, sou eu que a deixo sem jeito com os carinhos que lhe faço.

Isa Sá disse...

Ainda bem que as coisas estão a melhorar.

Isabel Sá
Brilhos da Moda

carla capricho disse...

Pois eu também nunca tive uma relação de amizade com a minha mãe , nunca tive que é como quem diz ... no fundo hoje sei que muitas coisas que ela me dizia era para o meu bem e estava a fazer o papel de mãe e também o papel de amiga !
Depois fiquei com uma revolta muito grande porque ela faleceu e eu tinha 18 anos , cobrei da vida e achei que a vida me tinha puxado o tapete .
Hoje tenho pena de não termos sido mais amigas , mais confidentes , de termos passeado mais e partilhado mais coisas juntas ...
beijinhos

Chic' Ana disse...

Uma mãe é sempre uma figura muito importante na nossa vida, por mais conflitos que surjam...
Beijinhos

Inês Direito disse...

Ainda bem que a vossa relação melhorou! Eu por acaso sempre tive uma excelente relação com a minha mãe! Também concordo que o papel de mãe não deve ser confundido com o de melhor amiga :)
beijinhos
https://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

pequenasvontades disse...

Acho que à medida que crescemos a nossa relação com os nossos pais vai cada vez sendo melhor =)

hetero doméstico disse...

Por mais desavenças que existam, é sempre uma relação única e deverá ser estimada :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...