Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

terça-feira, abril 16

Nostalgia

Eu disse no dia em que fiz anos, que estava um pouco nostálgica/melancólica.

É verdade. Estava....e estou.

Eu sempre fui uma pessoa muito exigente comigo própria e sempre tracei objectivos demasiado altos para mim. Se são impossíveis de alcançar? Não... Mas são dificéis!

Quando era mais "piquena", dizia a mim mesma: com 25 anos espero já ter a minha casa e claro que é mais que esperado que já esteja mais que estável num trabalhito. Se for para ter filhos, aos 25 é para ter um! Não quero ser mãe muito velha pensava eu.

Ora que por coincidências da vida, nada disto se realizou.

E por um lado, sinto que "desiludi" a criança que em 2002 depositou estes objectivos todos nas suas próprias costas...

Eu sei, fiz anos à 1 semana, até lá, sabe lá Deus as voltas que a vida dá... Mas sejamos realistas, não deve dar assim uma volta tão grande para ter isto tudo de repente.

Mas pensando com mais calma no assunto, gostava, sim, de ter alcançado estes "objectivos", mas tenho plena noção que apesar de tudo, ainda sou uma rapariga nova e com uma vida toda pela frente.
Os filhos não fazem parte dos planos, mas se só tiver casa aos 26/27/28, vou muito a tempo. (claro que nem sei se aguento tanto tempo enfiada em casa dos pais, mas isso é outra conversa)
Se só aos 30 encontrar estabilidade num trabalho, também vou muito a tempo.

Estamos sempre a tempo de mudar a nossa vida e no dia em que fiz anos apercebi-me que, por mais que se faça planos, a vida dá mesmo muitas voltas e troca-nos as voltas a nós também...

14 comentários:

Lisa disse...

Traçarmos objectivos para a nossa vida e não os vermos cumpridos deixa-nos tristes mas pensa que ainda vais a tempo de os realizar e de uma forma mais madura e feliz. Beijinho e nada de tristeza

Opinante disse...

É tudo tão incerto, há coisas que se antecipam outras que se atrasam, faz parte! Nada de pressas!

Maria disse...

A vida sabe o caminho...e surpreende-nos constantemente...o que tiver de ser será...e por certo coisas maravilhosas estarão para vir!
Passei por aqui e gostei...marco já lugar para a próxima!
Bjs
Maria

Xs disse...

Quando se traçam objetivos, tem que se ser realista.
Nunca uma pessoa dita "normal" consegue ter casa própria e filho aos 25 anos.
Quando eu digo "normal", significa que não é rica e que tem que se preocupar com dinheiro.
Tirando agora a questão dos cursos de 3 anos (que são uma treta, mas isso é outra conversa), uma pessoa que vai para faculdade aos 18, termina um curso aos 23 (5 anos). Entre um ano de estágio, mais começar a trabalhar a sério, ganhar estabilidade e ir fazendo poupanças para poder comprar casa, ainda vão mais uns anitos.
Este é o percurso normal. Só depois disso podemos pensar em comprar e dar os passos seguintes!

Vera, a Loira disse...

Antes de mais um beijinho, estive ausente por isso mereces uma beijoca de aniversário.

Quanto ao teu post acho que devemos definir objectivos e lutar por eles, é certo que uns demoram tempo a concretizar-se, mais tempo do que o que pensamos, por vezes começam a parecer-nos longe demais, mas se não desistirmos conseguimos tudo. pensa assim e outra beijoca.

estrela disse...

Claudia eu também tinha tantos planos mas a vida prega partidas e nada das coisas que eu sonhava se concretiza...neste momento vejo-me aqui parada dentro de casa sem nada para fazer...eu sei todos nós queremos sempre mais...eu tenho casa, marido, filhos, agora quero emprego, conviver e sentir que sou útil!
deixa lá tem que chegar o nosso dia...temos é que ser pacientes!
bjs

Tal mãe, tal filha disse...

Eu sei que pode ser frustrante chegar a determinada altura da nossa vida, olhar para trás e ver que não se alcançou o que era esperado. Acredita que nos acontece a todos, mais cedo ou mais tarde, com maior ou menor impacto na nossa vida. Não te sintas mal por isso, nem faças disso o drama da tua vida porque o que estiver reservado para ti não é pra mais ninguém. Continua a lutar pelos teus desejos, vai dando passinhos pequeninos até alcançares o que desejas, mas olha que os teus objectivos de hoje podem não ser os de amanhã...

Beijos/ A Mãe

Opinante disse...

Já coloquei as fotos querida :P

Paula Nogueira Guerra disse...

Nada é certo na vida... mas o mais importante é não desistir dos sonhos e estar atenta para que eles se concretizem :)

Um beijo doce de PARABÉNS XXXXX

An@ disse...

Realmente nada é como programamos... eu quando era piquena costumava pensar que só ia casar e ter filhos depois dos trinta e afinal juntei-me aos 18 e aos 20 estava a ter o meu primeiro filho!!!! nem sempre temos as rédeas da nossa vida... mas não desanimes, tudo hade correr pelo melhor! Bjocas

ádescávir disse...

Oh rapariga ainda és tão nova. Não te ponhas com nostalgias pah, que vou aí e dou te uma carga de porradona :D

ádescávir disse...

Cala-te levas mesmo porradona :P

Tens um mail há horas!

Parva :P

Aislin disse...

Olha Cláudia nem sei o que te dizer...
A verdade é que daqui a uns dias faço trinta.
Desde os 20 que quero sair de casa.
Desde os 18 que dou aulas e vivo numa situação precária. Não há maneira de sair de casa com a vida que levo profissionalmente. Pelo menos sozinha.
Tive um namorado durante 8 anos que pensei que era com quem casar em 2010(terminamos um ano antes). Entretanto tive outro, que amei mesmo muito e que pensei fazer vida com ele (não imaginação minha, mas palavras dele) e que me deixou completamente arruinada por dentro!
Tal como tu, pensava que a esta hora já teria casa, marido e filhos.
Nada.
Nada.
Nada.
Sinto-me como tu, triste e frustrada e como tal agressiva mal humorada (estas duas últimas são minhas mesmo).
É que nem a porra do corpo eu consigo pôr em condições.
Enfim.
Mas há que pôr um sorriso na cara e ter esperança no futuro!

quanto ao que se passa por aí...
Não estás a ser injusta, egoista ou mal agradecida.
Amor e compreensão deveriam ser virtudes que nascem com as pessoas principalmente quando se tornam pais.
Apesar de o meu pai ser às vezes um "mau" a falar e dizer coisas que magoam a sério, felizmente nunca me mandou bocas ou me quis pôr fora de casa.
E quanto ao resto da tua familia, acarinha-os sempre, mas não tenhas medo ou não te sintas mal, se por vezes tens que respirar fundo sozinha! Afinal de contas, cresceste e desenvolveste a tua forma de ser e estar e só tu, melhor que ninguém, sabe o que é bom para ti!

beijinhos querida!!!

Aislin disse...

http://conteudovazio.blogspot.pt/2011/04/aniversario.html

Só para veres o quanto adoro o meu aniversário..
o ano passado nem fiz menção.
Este ano então...
beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...