Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

quinta-feira, novembro 5

Se há coisa que me tira do sério #19

Não preciso de apoio vá, ou de palmadinhas que digam, vai, tu consegues, arrisca, mas às vezes sabia bem!

Eu faço o que quero, basicamente é isso, mas sentir que, se algo der errado, estão ali pessoas a apoiar, é a melhor sensação do mundo.

Mas neste caso, a minha família mais parece que nada apoia. Que só cria o medo e o pânico.

Eu já de mim tenho medo de arriscar em algumas coisas, noutras é como quero e acabou.
Mas nessas que tenho medo de arriscar, é mais que óbvio que penso e repenso e digo mais, acho que tenho os pés demasiado assentes na terra.

Apetece-me efectivamente arriscar, mas vem o medo. E se falhar???

E é aí que supostamente deveria vir a família e dizer epá arrisca. Qualquer coisa e estamos cá!


Mas nada. Só oiço, ai aguenta que isto está mau.
Epá não sei tu é que sabes.... Eu sei que eu é que sei!
Mas se correr mal, estarão lá? Ou viram as costas?  Arrisco e vou de cabeça sabendo que posso perder tudo?

Lá está, falta de apoio.



Fomos educados a ter medo de tudo quase, a não arriscar, a ter demasiada protecção e agora em adulta sinto muito esse entrave.

Quase que nada faço sem pedir uma opinião à mãe. Acabo por fazer o que quero, mas ouvir as palavras dela às vezes ajuda.

Mas realmente estar sempre a ouvir ai calma. Ai não sei, tu é que sabes se queres arriscar. Ai isso é muito e se bato o pé só oiço suspiros.....


Por um lado até começo a entender a minha irmã e o facto de ela querer ter saído de casa. Apesar de não concordar, calma.



4 comentários:

Opinante disse...

Pensa naquilo que realmente queres. Se correr mal, levantas-te e segues em frente!

estrela disse...

a vida é feita de opções Claudia e não é nada fácil ter que as fazer!
tenta seguir o teu coração por norma ele não nos engana!

Avelã disse...

Quase toda a gente tem medo de arriscar... É complicado. Às vezes está-se quase certo de que vai dar tudo bem, quase se sente o sucesso, e não é mau ter vozes da razão que acordem do sonho em que se idealiza e não se concebe outra opção, por muito que ter os pés assentes na terra seja frustrante (e às vezes possa ser necessário tirá-los um bocado)... Realmente é um bocadinho aprisionador, até porque ainda dá mais medo de tentar, mas também, e felizmente, tens o poder de tomar as tuas decisões, embora, claro, sejam afetadas pelos outros. Às vezes o excesso de sanidade vindo de fora irrita, e 'conforma-te' nunca foi lá gande dica. Não quer dizer, mesmo assim, que não te apoiem ou gostem de ti ;) até que não te estendam a mão se der para o torto, há pessoas que simplesmente são resmungonas e teimosas :P
Quanto à tua irmã, como anda isso? Espero que fique tudo bem :(

Aiaminhavida 1989 disse...

Claudia aprende que tens de pensar sozinha,as x a familia so desajuda!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...