Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

terça-feira, maio 8

Arriscar

Tanto disse que queria arriscar, que pensei que ia arriscar num campo e acabei por arriscar noutro.

Como vos disse, fui a duas entrevista (na mesma entidade) e consegui ficar com o lugar.

Antes de ter as entrevistas, por todos os motivos e mais alguns, queria sair da empresa onde estou.
Porque não há progressões, porque acabam por pagar bastante mal tendo em conta o trabalho que temos, porque o trabalho triplica a olhos vistos e o ordenado é o mesmo...
Uma Directora que não tem poder nenhum, que muda consoante as luas, que não nos valoriza e ainda goza com certas situações, etc, etc, etc....


A resposta das ditas entrevistas chega, soube que sou seleccionada, digo que sim, acho que aceito (WTF?!) e depois?
Depois venho para casa, já tendo falado com toda a gente e mais alguma, e dá-me o medo.

Bem, mesmo antes de saber se era aceite ou não, eu tinha medo, mas agora o medo é maior. Ou é real.

Eu aceitei. Eu vou mudar de trabalho e senhores, estou cagadinha de medo.
Não há melhor expressão.

E se correr mal?
Ao menos no outro estava efectiva. Neste, volto a contratos a termo certo com duração de 6 meses.
E se não gostar da tarefa?
No outro gosto mesmo do que faço.
E se não gostar da pessoas?
Bem, no outro já não gostava mesmo, por isso...

Estão a ver onde quero chegar?

Tenho praticamente as mesmas condições, aqui só se entra tendo um curso superior e nem a 1km da minha casa fica. E eu?
Eu estou aqui cheia de medo da mudança.

Principalmente se não correr bem a nível de gostarem de mim e aguentar só 6 meses.

Tenho casa para pagar, tenho contas para pagar e eu, senhores, estou aqui cheia de medo!


11 comentários:

Cantinho da Gaiata disse...

Vai tudo correr bem, é só mesmo o impacto da mudança.
Eu estou numa situação também nova, ainda não tenho um mês, claro que tudo depende do que vais fazer, se for igual é so uns pequenos ajustes, agora se for um ramo diferente como é o meu caso, sempre leva mais um pouco.
Boa sorte e força.
Bjs

Isa Sá disse...

Muitas vezes não seguimos em frente com medo de arriscar...

Isabel Sá
Brilhos da Moda

A Teia Dos 20 Mais x! disse...

Cláudia, entendo perfeitamente esse sentimento de "medo", mas é isso mesmo, agente muda e o mundo muda com agente.
Será o que tiver que ser, encara com sorriso, com mudança, com alegria e entusiasmo. 6 meses ? 3 anos? o resto da vida laboral? Ninguém sabe. Mas aproveita e recomeça :)

DEEMAK TWINS- Handmade with Care by Lucy & Bel disse...

Olá,
Boa sorte para esta nova etapa.
Beijinhos

Inês Direito disse...

Pensamento positivo que vai tudo correr bem! Parabéns e boa sorte!
beijinhos
https://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

m-M disse...

Minha querida... compreendo-te melhor do que possas imaginar.
Até porque já dei passos desses. No que precisares, estou aqui, pois não estás sozinha nos medos ;)

Mas olha, lembra-te sempre: quem muda, Deus auda! ***

Cristina Cunha disse...

Sem medo não se avança. E o medo faz parte. É dares o teu melhor e tudo vai correr ainda melhor do que o esperado! Acredita em ti! :)
Beijinho
Cris

www.lima-limao.pt

Alexandra Soares disse...

É preciso arriscar e vais ver que vai correr bem! Eu também já tive nessa situação, arrisquei e foi o melhor que fiz! Beijinhos

Trabalhadora Assalariada disse...

Vai com confiança, verás que tudo vai correr bem!!
E vais poupar imenso dinheiro, tempo e ganhar imensa qualidade de vida e saúde.
Beijinhos e parabéns!!

Diana Fonseca disse...

É compreensível. Mas quem não arrisca, não petisca. E pode correr mesmo bem. Vai correr, vais ver.

Cynthia disse...

É mais que normal que te sintas assim, acontece a toda a gente. Grandes mudanças trazem medos e receios. Mas boa sorte, há-de correr tudo bem! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...