Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

quarta-feira, maio 1

E agora?

Ando um bocado à nora com isto tudo.

Como disse ontem, não entrei no estágio, não entrei no tão falado por mim, curso, não tenho trabalho nem sei bem o que fazer.

Aliás, eu já me comecei a mexer, mas já pus na cabeça que não vou conseguir.

Comecei a mandar emails para várias empresas com a minha proposta para estágio.
Inicialmente liguei para o centro de emprego e foi essa a única solução que me deram. Ser eu a propor-me às empresas. Ir ao centro de emprego e inscrever-me é o mesmo que não fazer nada, pois as empresas já levam os estagiàrios escolhidos e não se vão pôr à procura dos que estão no centro de emprego.

Comecei então, ontem, a mandar emails com a minha proposta. Mas como disse, não estou com esperanças nenhumas.
Eu sei, devia pensar positivo para atrair coisas positivas e boas, mas simplesmente não consigo.
Acordo triste e ando para lá de desanimada.

Já comentei com várias pessoas que estou disposta a sair de Lisboa. Vou para o Norte, vou para o Sul, até saio do país, mas preciso é de um trabalho que me garanta pelo menos o meu sustento.
Se ele aparecesse, custaria-me muito ter que largar a família, e amigos.
Mas não posso me agarrar só a esse pensamento. Porque a família não dura para sempre nem o dinheiro para me sustentarem.

O namorado diz que me acompanha para onde quer que eu vá. Ele próprio está a passar por uma situação para lá de má no trabalho dele e não se importa nem perde nada em tentar algo lá fora.
Já é uma ajuda ele ir comigo, mas custa sempre.

O problema? É que não posso/vou sair daqui sem uma garantia que chego ao país escolhido e tenho trabalho.

Claro que ainda posso esperar mais uns mesitos e não ir já tratar de falar com alguém que me ajude a ir embora, mas não vou/posso/quero esperar muito mais.
A minha vida está estagnada e não vejo oportunidades em lado nenhum. Nem um simples estágio.

Preferia muito mais ficar por Portugal. Mesmo que saísse de Lisboa e fosse para o Norte ou Sul, apesar de longe, era muito mais perto que ir para Moçambique, Londres, Suíça e por aí...


Ai vida..... Triste vida

12 comentários:

R. del Piño disse...

Respira fundo e não desistas. Infelizmente as coisas não estão fáceis no mercado de trabalho, mas torna a procura de emprego num trabalho per si. Fá-lo do melhor modo, reinventa-te, e não desesperes. Por vezes queixo-me do meu trabalho, mas a verdade é que tenho de dar graças a Deus por ainda ir tendo o vencimento certo no final do mês. Parece é que cada vez mais, o que devia ser natural, é um golpe de sorte.

Paula_2700 milhas disse...

Olá,
Se me permites deixar uma opinião sincera, e isto dito assim muito directamente, não arrisques viajar para outro país à aventura, sem nada de concreto em vista. O mais certo é gastares ainda mais dinheiro (viagens, estadia, alimentação)e as coisas não correrem da melhor forma. Procura e pesquisa primeiro a partir daí!

Boa sorte, muito boa sorte!

Maria disse...

A vida não está fácil...para ninguém e muito menos para quem está a começar...para os jovens!!! Acho que apesar de custar tens de manter a calma...pelo menos a tua idade e força permitem caso seja necessário procurar a solução onde estiver...mas não manes currículos já a achar que não vão funcionar...conheço casos em que apesar do momento mau a coisa resultou!
Bjs
Maria

Aislin disse...

oh...
percebo que te sintas assim...
Dá o teu tempo para te sentires como quiseres, mas depois upa!! Para cima!!!! Ok?
Não vale a pena andar cabisbaixa por muito tempo!!!

Beijinhos querida!!


P.s- A quinoa é tipo arroz/massa/batata... é um pseudo cereal, super completo. Basta cozer com um pouco de sal e tá bom! (eu meto sempre um terço de caldo de legumes...)

beijinhos

Caminhante disse...

Cláudia, faz o que te diz o coração, se tiveres que ir para fora vai, tens a sorte de o teu namorado ir contigo..
Tem esperança, pode ser que alguma empresa goste da tua apresentação, goste de ti..tem fé!
Faças o que fizeres, aconteça o que acontecer, estou aqui para te apoiar :)
Beijinhos

PINTA ROXA disse...

Opá.. fogo .
Mas tem esperança quem sabe..
Força rapariga..
Beijinhos

Karina Alves disse...

Infelizmente vê-se tanta gente como tu! Mas não podes perder a esperança!

Continua a enviar curriculos, e vais ver que vais conseguir.

Bj*

Xs disse...

Comecem os dois a procurar lá fora.
Mas quando forem, já têm que ter tudo assinado!
Nem que tenham que ir lá 1 ou 2 dias para isso!
Não deixem nada para trás, sem à frente terem tudo esclarecido!

XL disse...

Bad News...

Emigrar pode ser a solução, mas não concordo com o " ir à aventura". Não têm lá fora, ninguém conhecido ou da familia que possa apoiar na vossa chegada?

XL disse...

Bad News...

Emigrar pode ser a solução, mas não concordo com o " ir à aventura". Não têm lá fora, ninguém conhecido ou da familia que possa apoiar na vossa chegada?

Ana disse...

Isto não está fácil é verdade. Mas se não tens nada a perder, é mais fácil arriscar. Tens é de acreditar em ti e nas tuas competências, se partes do princípio que não consegues, é provável que não consigas mesmo.
Pensa nisto:
"Concentre-se naquilo que tem na sua vida e terá sempre mais.
Concentre-se no que não tem e nunca terá o suficiente."
Oprah Winfrey

Boa sorte, quero que sejas feliz, acima de tudo!
Beijinhos

Marisa Reis disse...

Como te entendo, o meu marido pensou em emigrar para a Suiça no final do ano mas não foi, agora cortou 3 dedos no trabalho e vai estar vários meses sem trabalhar, o pior é que está sempre a dizer...se eu tivesse ido...ninguém o proibiu a não ser ele próprio e agora quase que nos culpa pelo que lhe aconteceu.

Pode ser que consigas algo de bom cá, mas está tudo tão dificil, olha desejo-te boa sorte do fundo do coração.

Tenho estado ausente dos blogues, mas pelo que li vejo que a situação com o teu pai está cada vez "melhor" not... tem calma, Deus é grande e ajudar-e-á.

Bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...