terça-feira, julho 17

Alguma vez terei sorte?

Como vos disse, ainda nem 1 semana tinha passado no trabalho novo e eu já não me sentia bem.
Muita gente disse para ter calma, que era de ser novidade, mas o que é certo é que se instalou uma ansiedade e um nervosismo que só eu sei.

O "sentimento" a que me referi na 1ª semana por cá continua.

E eu só sei que ando desesperada. Mesmo.

Será que nunca me vou sentir bem em lado nenhum?
Eu sei que sou nova e talvez ainda não tenha descoberto mesmo a minha vocação, mas até quando?



É que ando estoirada. Estou farta.
Sinto que não tenho sorte nenhuma.

Claro que vou tentar aguentar o máximo de tempo que puder aqui, mas está visto que será sol de pouca dura.
Espero estar enganada, mas sinto mesmo que não.

Pior, ainda agora entrei e já andam a falar em trocas de horários e de folgas.
Avisei já, se for para trabalhar ao fim-de-semana, que não. Lamento, mas não. Para isso, um part-time. A tempo inteiro está quase fora de questão, uma vez que assim, nunca mais via o meu marido...

Juro-vos, ando mesmo triste, desiludida, tudo.

O que eu desejo encontrar um trabalho em que me sinta realizada em todos os níveis. Sim, poderá ser uma tarefa difícil, mas quero acreditar que não será impossível.


6 comentários:

ateiados20maisx disse...

Fico triste com o desenrolar da tua nova aventura :/
Mas é isso mesmo, nada é impossível e o importante é não desistires de um dia encontrares um trabalho onde te sintas feliz :)

beijinho e coragem :)

Cristina Cunha disse...

Claro que não é impossível!
Mas tem calma porque essa ansiedade não te ajuda em nada, aliás só prejudica! Acredita!
Um beijinho cheio de força!
Cris

www.lima-limao.pt

Daniela Silva disse...

Não percas a fé! Beijinho

o ultimo fecha a porta disse...

Primeiro respira
Segundo, calma! Ainda estás a começar. Não te precipites na tua avaliação. O primeiro impacto não deves muita importância.

Cynthia disse...

É um risco que se corre quando se muda de emprego... e é difícil arranjar um bom e em que tudo nos preencha: horários, folgas, colegas, trabalho...

Eu deixei um que não gostava muito para fazer outro que gostei ainda menos e o primeiro mês foi horrível e quis desistir todos os dias. Mas não pude. Porque precisava mesmo do ordenado. E já troquei de horário e folgas mais do que uma vez desde que entrei.

Também sei o que é, devido a experiências profissionais anteriores de ambos, o que é trabalhar em folgas e horários trocados e não é o ideal, mas são coisas que não dependem inteiramente de nós...
Infelizmente, com casa e contas para pagar e filhos para sustentar, por vezes, temos que nos sujeitar, ainda que temporariamente, a circunstâncias profissionais que não são as que idealizámos.

Cantinho da Gaiata disse...

Como te compreendo amiga, as mudanças nem sempre sao boas, nada paga a nossa sanidade mental, se não te sentes bem é melhor começares a procurar outro trabalho, porque por certo tens que cumprir o contrato até ao fim.
Estou no mesmo barco.
Beijinho grande e força.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...