Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

quinta-feira, setembro 15

Da nova carta

Disse-vos há coisa de duas semanas que o namorado andava a fazer aquilo que meteu na cabeça.
Tirar a carta de mota.

E lá anda ele.

São dadas apenas duas aulas por semana, uma à Sexta às 20h e outra ao Sábado ao 12h.
Para começar o horário das aulas. Tudo bem que tem menos gente, mas logo à hora da refeição?

Ele inscreveu-se assim às "três pancadas" pois aproveitou uma promoção. Por 220€ tira a carta de mota, já com exames e tudo.

Até à data ainda não me falou bem das aulas. Apenas diz que são uma chachada. Óbvio, já que se tratam das aulas de código para pessoas que normalmente já têm carta de carro à uns bons anos.

Em relação a isto tudo, o que eu acho?
Ora acho que por um lado ele faz bem, pois ele é que sabe. Por outro, sempre adorei motas e ele vai tirar carta para poder conduzir os típicos "motões".
Mas o típico "motão" no caso dele, não poderá ser, pelo menos por agora, uma mota mais de 250 ou 300cc.



1º ele nunca conduzir nenhuma;
2º ele não tem experiência nenhuma;
3º os motões a sério, consomem tanto como um carro.

Voltando ao que dizia, eu até não desgosto de todo da ideia.
Ele é que sabe, eu até gosto de motas.
Mas o pior é todo o dinheiro envolvido. Para começar, a carta. Depois a própria mota, que já lhe disse que não quero nada novo, ainda por cima para ser a 1ª mota. Depois todos os apetrechos que são precisos: capacete, luvas, casaco, botas...

Depois não esquecendo que eu também precisarei dos mesmos apetrechos.
Não esquecer também que não me vou pôr a comprar uma porcaria qualquer pois é a minha segurança que está em jogo.

Se ele podia começar por motas mais fracas ainda, visto que a carta de carro dá para as 125? Podia.
Mas ao nos metermos na casa, provavelmente tirar nova carta ia ser posto de lado até ele desistir da ideia.
Se tenho medo do que possa acontecer? Também tenho, já que ali, se ele bater ou se lhe baterem, é o corpo que leva directamente com o choque.

A ideia da mota é para primeiro que tudo poupar gasolina. Se ele de facto conseguir isso, excelente.
Ir e vir para o trabalho, algumas idas à praia e coisinhas que tais, dão sempre jeito de mota no que toca a poupar gasolina.
Como dois carros está quase fora de questão termos, um para cada um, apesar de eu ter sempre dito que não queria nenhum, ele fica com a mota, eu com o carro dele.

No meio disto tudo, claro que comecei a fazer outro tipo de contas.
Seguros para os dois, selos para os dois, inspecções para os dois.
Não sei mesmo como isto vai correr no que toca a contas, ainda temos muito que falar também mas por agora é isto.

Habemus o homem a tirar carta de motão.


3 comentários:

Isa Sá disse...

Eu não gosto nada de motas...

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Maria Sem Limites disse...

Gosto do aspeto dos motões, mas a verdade é que nunca me imaginei a tirar esta carta nem em cima de uma mota, é coisa que para mim não dava. Boa sorte para o bby damo ;) Beijinho.

Inês Direito disse...

Vai tudo correr bem! Eu por acaso não sou nada fã de motas mas lá que ele apanhou uma boa promoção lá isso apanhou!
beijinhos
http://direitoporlinhastortas-id.blogspot.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...